Terça-feira, 15 de Dezembro de 2009

Diário da tua ausência

"Imagina que te escrevo em voz baixo. Falamos em voz baixa quando queremos que acreditem nas nossas palavras. E tudo o que aqui escrevo é verdade.

Escrevo-te porque estás longe, numa cidade onde o nevoeiro roubou o ar ao sol e as pessoas pensam mais do que sentem. Se ao menos estivesses ao meu lado, passava-te a mão pela nuca, puxava-te ligeiramente os caracóis e então tu fechavas os olhos de prazer e eu sentia-te próximo. Posso telefonar-te para o telemóvel sempre que quiser e o tiveres ligado, posso enviar-te mensagens ou posso ainda escrever e-mails. E claro, como todas as raparigas do mundo que esperam por um rapaz, posso esperar que me telefones ou um dia voltes.”

 

Diário da tua ausência,

Margarida Rebelo Pinto

 

 

Rabiscado por Menina_Borboleta às 00:00
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.arquivos

. Janeiro 2013

. Julho 2012

. Junho 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Agosto 2007

.tags

. todas as tags